Pesquisar este blog

Follow by Email

sexta-feira, 15 de julho de 2011

Dinheiro de pinga rolando solto! Passa o elefante e fica o fio de cabelo, na peneira brasileira!

Do Estadão de Hoje: “Dona de Construtora, mulher de diretor do DNIT já ganhou R$ 18 mi em obras”

Rio? Acho que preciso!

Antes de ingressar no “universo da política”, já era informada, e muito, sobre inúmeras irregularidades no governo petista. Amiga próxima de funcionários públicos federais, as coisas me chegam aos ouvidos com uma facilidade que, às vezes, eu gostaria que não fosse tão fácil!

Eu costumava, quando mais nova e morando em São Paulo, dizer que todas as “histórias da Cornualha” chegavam aos meus ouvidos primeiro, sem que eu sequer procurasse QUALQUER informação! Impressionante, mas fofoca, boato e denúncia, caem no meu colo diariamente! Não só do governo, mas da oposição, da vida particular dos amigos, da família, de tudo! DOM? Eu considero castigo! Quem disse que eu SEMPRE quero saber?
Amigos em agências reguladoras (não os envolvidos nos escândalos, mas sim, os concursados honestos), amigos em órgãos de diversas linhas do Governo Federal, amigos em Multinacionais envolvidas em negócios de ENORMES valores com o governo brasileiro....chega de tudo! A ponto de um amigo íntimo ter me concedido o apelido de “mafiosa”.

Minha vida particular à parte, preciso explicar meu riso nervoso, meu humor negro defensor, meu sorriso constante, enquanto a “casa cai”.

Trezentos milhões irregulares denunciados em operação com a Petrobrás, via Seebla. Sabem o que é isso, no âmbito “irregularidades Petrobrás”? DINHEIRO DE PINGA! Tem muito mais que isso, circulando nas operações que o povo não viu, e, provavelmente, jamais verá! Neste caso, que vazou, tenho certeza que a punição será aplicada, se for, somente ao Gerente Executivo, que teve seu nome publicado na imprensa. Porém, ao lado do nome dele, não vieram os nomes de Duque e Gabrielli, os reais “cabeças” da história.
Quanto à notícia que li no Estadão de hoje, GARANTO: sabem o que vai acontecer com a esposa do diretor do tão falado, ultimamente, DNIT? O mesmo que aconteceu com Daniel Dantas, Erenice, mensaleiros, funcionários de órgãos governamentais que aprovam operações “ao apagar das luzes" sem o conhecimento dos técnicos que deveriam ser envolvidos, e acabam sendo premiados com altas diretorias de empresas envolvidas nas irregularidades....NADA! Pizza! E a barriga do brasileiro vai aumentando, de pizza, ou de verme, pela falta de saneamento!

O motivo? Meu “traseiro”, sentado aqui blogando! O seu, sentado aí twittando, blogando, facebookando, protestando a mil, pelas Redes Sociais, enquanto o Governo não quer NADA com o social! Muito menos com as Redes! Nem por isso, vou deixar as Redes e o blog, mas as ruas CLAMAM por nossa presença!

Lindbergh Farias e a extinta honesta UNE, nos ensinaram UMA coisa: protestar nas ruas! Se hoje ele se corrompeu, problema dele, mas que a lição fique! Estamos vendo, todos os dias, em noticiários nacionais e internacionais, os protestos pelo mundo! Por educação, pela economia, por falta de transparência dos governos, contra a ditadura...e o povo brasileiro? Vai continuar como expectador, enquanto as esposas, sócios, amigos, tios, primos, coligados de gente de “pouca fé” (para ser fina e não ser presa), engole e faz “orgias” com o nosso dinheiro? NADA nos diferencia dos demais povos! Apenas a falta de energia para GRITAR!

Hoje, sexta-feira, véspera de final de semana, dias muito bons para irmos às ruas, eu IMPLORO, novamente: vamos gritar em uníssono, pelo Brasil todo: MORALIDADE e ÉTICA na política brasileira! Ou, plagiando sem plagiar Pedro II “Interdependência decente e equilibrada, ou morte!”. Morte? Da Democracia!

Com esperança nas próximas gerações,

Filhinha de Papai

2 comentários:

  1. Filhinha de Papai, esse trem no DNIT demorou demais a estourar. E tenho certeza, nem estourou, mesmo. Há milênios, que a barra lá, é pesada. Um dia, quem sabe, saberemos de tudo.

    ResponderExcluir
  2. #oremos
    Obrigada pela participação, amiga infalível! :)

    ResponderExcluir