Pesquisar este blog

Follow by Email

segunda-feira, 31 de outubro de 2011

Garanto: As "quedas" são para inglês ver!

“Cai o rei de Copas, cai o Rei de Ouros....”

Cai o quê, brasileiro?
Cai é a nossa cara no chão, todos os dias!

Segunda-feira! Segunda-feira, ao contrário do que acontece com a maioria das pessoas que conheço, é um dia do qual eu AINDA gosto. Mas estou deixando, rapidamente, de gostar!
Nunca tive medo de trabalho, então, apesar de ser preguiçosa e amante de lasagna, meu lado Garfield não se manifestava com muita veemência. Até passar a acompanhar toda a situação política do Brasil e do mundo.

“NADA MUDA, amor! NADA MUDA” – e ele retruca: “Sim, mas você continua esperando!”.
Eu continuo esperando?

Não!
Tenho que confessar que a expectativa mudou. Sim, eu espero! Mas espero, antes de QUALQUER COISA NA VIDA, que a consciência de coletivo se acomode nas cabeças pensantes demais ou de menos!
Passo a vida tentando levar gente para as ruas e derrubar o que existe de podre no País. Adianta? Quase nadinha, porque hoje, é a lei do “maior valor agregado para mim, e só para mim”! É assim a nossa população! Se o traço pode ser reconhecido até no Velho Mundo, quem dirá no Brasil, que ainda pensa que é colônia portuguesa e que os monarcas vão sustentar a todos nós, índios!

E o brasileiro, que não faz NADA para melhorar a própria vida e tem orgulho de votar NULO, ainda enche o peito para reclamar de TUDO!  
Reclama que a Saúde não funciona, mas vota em quem nunca fez nada por ela. Reclama da Educação inexistente, mas vota em quem faz questão de aniquilá-la pelos bastidores. Reclama dos preços, mas não percebe que os índices de inflação são manipulados para enganar aos olhos menos atentos.

Sou ainda, obrigada a escutar que Fernando Henrique Cardoso, que eu não vou fazer esforço para pedir canonização, mas em momento ALGUM pode ser chamado de “pior presidente que o Brasil já teve”, acabou com o País porque privatizou!

Ahhh, brasileiro! Sabe qual é a sua “marra” com Fernando Henrique? É porque, ao vender PARTE para empresas privadas, os encostados das estatais foram demitidos! Por falta de emprego? Não! Por falta de PRODUTIVIDADE!

Mas do Sarney você gosta, né, Brasil? Afinal, eu até já me esqueci desde quando ele manda e desmanda não só no Maranhão, mas no Senado Federal e adjacências, e continua lá! Hoje em dia, inclusive, “imortal”, pela corrompida e perdida ABL!

O vilão da história? Está virando herói, afinal, é só ficar doente e o sujeito passa, automaticamente, a ter caráter! E ainda leva título de Doutor, sem ao menos ter estudado um quarto do que eu estudei!

Estão comemorando a queda de alguns ministros? Que bom para você, Brasil! Que bom que seu povo ainda se alimenta de um grão de feijão por dia! Porque a “queda” está para a política, como está um grão de feijão para a nutrição diária de um adulto. O feijão é bom? SIM! Mas um grão não faz diferença NENHUMA!

O País da “esmolinha”, hoje, se contenta até com “esmolinha” moral! E como disse a professora mal paga: “Eu vou ser a heroína que tenho que educar quem não tem educação de BASE?”.
Vou não, quero não, posso não!

Boa sorte, Brasil!

Da Filhinha de Papai, POBRE de nascença e vivência, que é chamada de "Filhinha de Papai" porque é branca e sabe escrever!

A volta pode ser amarga ou doce! Escolha a papila gustativa mais adequada!

Sim, voltei a escrever.

Paro, sempre, em função da falta de assunto resultante de tanto descaso, preguiça do povo, desonestidade geral, corrupção que assola desde a mocinha que está indo para a noitada e “molha” a mão do guarda que reclamou que o pneu dela está irregular e o extintor está vencido, até o mafioso chefe de crime do colarinho branco que “molha” a mão do País, apoiado no assistencialismo improdutivo instalado em fortes bases pelo governo atual!

Aponto e confesso:  a Filhinha de Papai, aqui, que sempre foi e sempre será um grande talento em destilar veneno, volta a ser uma cobrinha voraz! Se o veneno estava escorrendo pouco, era porque meu coração mole estava drenando o que a mente dura jogava para a língua. Não mais!

No dia 12 de Outubro, a maioria dos que me seguem, me leem, me acompanham de alguma forma na vida, sabem que eu fiz, apenas com a ajuda de meu super marido e alguns poucos amigos que posso contar usando apenas meus próprios dedos, uma Ação Social de Dia das Crianças, naquela cidade paralela existente no Rio de Janeiro, intitulada Favela da Rocinha!

Não tenho filhos, não os quero, não tenho muita paciência, confesso, para muito tempo com crianças, simplesmente porque tenho pouca energia para acompanha-las, mas as crianças são ainda a minha esperança de futuro e, mais do que isso, podem render papos interessantíssimos! E eu ADORO! Quanto mais “porquês” elas colocam, mais eu me divirto e tenho um prazer imenso em responder TUDO!
Porém, infelizmente, foi assim que o  “dreno” de veneno de meu coração acabou apresentando um defeito.
Crianças são ótimas, mas elas são colocadas no mundo por adultos. E adultos quase sempre não têm nada de ótimos!

Sofrendo há 25 longos anos, fazendo psicoterapia porque tenho problemas em entender a desumanidade humana desde cedinho na vida, tive uma “visão”: de que adianta toda a minha boa intenção, se assim que notada, ela se vira contra MIM?

Ah, ser humano! Ah, ser, que deveria ser humano em toda plenitude da palavra “humanidade”, mas que por utilizar mal de todo o seu potencial “racional”, vira o mais irracional dos seres habitantes da Terra!

Escrevo este post, queridos leitores, para que compreendam: MUDEI! Sim, mudei! Infelizmente, algumas habilidades que me ajudavam a olhar para o lado BOM do mundo, se foram! Talvez voltem, talvez não! Eu não sei! E como não sei, tenho que avisar que não posso prever nada!

Espero que meu lado #prontofalei não machuque a ninguém que não merece ser machucado!

Ainda com fraternidade, energizando para um mundo melhor, deixo meus votos de PAZ!

Abraços,

Filhinha de Papai