Pesquisar este blog

Follow by Email

sexta-feira, 25 de novembro de 2011

Cadê o desenvolvimento, Secretário?


Aeroporto Internacional de Brasília – DF: Fila do banheiro feminino no embarque doméstico;



Aeroporto Internacional de Brasília – DF: Fila para comprar qualquer coisa na única lanchonete do embarque doméstico (há outro quiosque, tão lotado quanto!);



Aeroporto Internacional de Congonhas, SP. Vista do aparelho de ar condicionado do finger do portão de embarque doméstico de número 6, pingando MUITA água e molhando passageiros, bagagens e desperdiçando MUITA água! Este foi o primeiro, o segundo aparelho também pingava.


É assim, senhores dirigentes do País, que vocês querem realizar coisas no Brasil?
É com essa (falta de) estrutura que vocês esperam receber os visitantes do mundo todo?

Sem contar o fato de que, ao sair dos aeroportos, não há transporte público suficiente, os táxis são controlados por máfias e, tirando a opção de alugar um automóvel, demoramos quase horas para conseguirmos nos mover para qualquer lugar.

O estacionamento do aeroporto Santos Dumont, no Rio de Janeiro, esteve com sua lotação esgotada nas últimas 4 vezes em que fui buscar visitantes. Ficando eu, rendida à situação de procurar vagas legais (inexistentes) ou ficar em alerta em vagas ilegais.

Diante disso e de todos os demais fatos, fotos, atrasos e dispensas de licitação, mostrem-me, políticos brasileiros, onde é que vocês querem chegar com essa história de “desenvolver o Páis”!

Eu não sou boi e preciso de medicamentos para dormir, então, determinadas justificativas serão ignoradas solenemente! EU estou morta de vergonha! E vocês?

Com a esperança de um pouco mais de DECÊNCIA até para argumentar, vinda dos dirigentes da Nação, encerro meu protesto,

Filhinha de Papai

Defenda quem puder! Cadê o desenvolvimento?

“Eu não quero Copa nem Olimpíada no Brasil!”
- Este é o pensamento clássico do pequeno burguês carioca! A Copa e as Olimpíadas vão ajudar a desenvolver o Brasil! Vocês não vêem isso!
- Se eu morasse em outro País, eu talvez visse dessa forma, mas do jeito que caminhamos, só vejo vantagem para quem está lucrando com os super  faturamentos.
- Vocês precisam enxergar a importância para o povo, que é ter um estádio de futebol na porta de casa, com metrô e estrutura...

Ok, amigo defensor do “desenvolvimento”. Ter um estádio de futebol na porta de casa deve garantir um índice de inflação menor, e eu que perdi o fio da meada do seu raciocínio!

Ora, políticos brasileiros! Por favor, parem de me contar suas melhores piadas!

Ontem, novamente em contato com um dos precários aeroportos do Brasil, só conseguia pensar: “E querem Copa, e querem Olimpíada. Não tem banheiro, mas ninguém se tocou!”

EU sou pequena burguesa? Porque penso?

Devo ser! Afinal, hoje, quem para pára pensar é logo rotulado de “elitista”. Então, se parar para pensar é ser elitista, podem me rotular que aceitarei com orgulho!
É preciso desenvolver o País? ÓBVIO! É vantajoso ter obras estruturais que desenvolvam determinadas regiões? ÓBVIO! Mas, poupe-me, senhor secretário defensor do “desenvolvimento”, mas em relação aos eventos esportivos sendo promovidos pelo Brasil, até agora, eu só vi desenvolvimento nos bolsos dos clubes, prefeitos, dirigentes...

Morei durante muitos anos, bem perto do meu time do coração e seu estádio! Sim, era legal! Mas eu gostava mais de ir à escola e ter Educação! O futebol  preenchia um dia do meu final de semana, mas eu tinha uma escola boa para frequentar e hospital para me socorrer. De maneira que nos fins de semana, podia ir tranquila ver o meu tricolor paulista jogar, porque se eu tivesse um problema no meio do jogo, poderia ser atendida com excelência!

E esse povo, que o senhor citou, que vê tanta importância em ter um estádio na porta de casa? Tem escola boa na porta de casa? Tem hospital bom na porta de casa? Paga menos imposto porque o estádio é na porta de casa?

A “pequena burguesa” aqui, está mais preocupada em perceber que certos estádios estão recebendo mais aporte de recursos do que hospitais públicos já receberam durante a vida INTEIRA de funcionamento.

A “pequena burguesa” aqui, está preocupada porque com o dinheiro que está sendo investido para promover os eventos esportivos, poderia construir escolas e pagar um salário decente aos sofridos professores!

A “pequena burguesa” aqui, está indignada porque o Brasil comemora o endosso da corrupção deslavada!

Mostre-me, em números, senhor defensor da Copa, onde é que estamos desenvolvendo a POPULAÇÃO!

Eu, no próximo post, vou mostrar as fotos da falta de banheiros, do ar condicionado que pingava litros na rampa de acesso ao avião, da fila para comprar um sanduíche. E o senhor, corra atrás para mostrar que eu estou errada e que meu pensamento é totalmente “pequeno burguês”!

Com esperança de cabeças melhores no poder,

Filhinha de Papai

sexta-feira, 18 de novembro de 2011

Vamos retomar o governo da Nau?

Não há mais controle sobre a Nau!
O Brasil está desgovernado! Literalmente!

A falta da queda do Ministro Lupi, provoca indignação coletiva em todas as Redes Sociais frequentadas pelos brasileiros.
E daí?

Novamente, o País espera ansioso por alguma novidade. Novamente, o País espera que seja feita a vontade do povo. Novamente, o País espera por algo que, para muitos, como eu, descrentes e roucos de tanto tentar explicar, é utópico!

“Nunca antes na história deste País”, eu vi tantas coisas completamente inexplicáveis acontecendo. As teorias de conspiração, hoje, encontram uma fortíssima base para se estabelecerem de uma vez por todas, nas cabeças pensantes do mundo.
Partidos políticos viraram ninhos de cobras peçonhentas que só fazem morder ao mais próximo. A Nação está desmoralizada internacionalmente em função da violência incontrolável. O povo está contra o povo, carregando bandeiras diversas, mas sempre querendo que a bandeira própria fique hasteada no pedestal mais alto.

Triste, é perceber que a desistência em função das derrotas, leva os mais puros soldados para o confinamento. Hoje, quem tem forças para lutar, ainda pensa duas vezes, porque o individualismo humano garante que, se você quiser lutar, será sozinho. Ou quase!

Então, sem puder lutar contra um coletivo que oferece atestados de validade aos mais diversos absurdos, o soldado passou a lutar por si mesmo.

Será o fim? Ou pode ser o começo?

Será o fim, se não alcançarmos, finalmente, a consciência de que vivemos em sociedade e PRECISAMOS dela. Será o fim se todos continuarem a pensar que vão morrer antes de resolver, então, que fique de herança para as próximas gerações.

Será o começo, se buscarmos no âmago de nossos seres o que houver de mais forte, de mais valor, de mais consciente. Pode ser um começo, se conseguirmos mostrar que existe futuro sustentável. Será o começo se pararmos de desistir das batalhas “lutáveis”. Sim, porque é preciso escolher com muito cuidado, a batalha a se lutar!

Hoje, acordo de ânimo renovado, enxergando novamente o começo. Para que eu, você, e todos nós possamos acordar TODOS os dias de ânimo renovado e prontos para a luta pelo bem maior, é necessário que tenhamos o pensamento da “gotinha”. Sim, eu sou apenas uma gotinha num oceano imenso, mas se eu conseguir me juntar à gotinhas parecidas comigo, podemos conseguir um mar menos poluído.

Novamente assinando embaixo daquilo que Ricardo Guimarães, que eu tive a oportunidade de assistir e passar a admirar, explicou no último dia 15/02,  peço que acordem para a INTERDEPENDÊNCIA! http://www.tedxrio.com.br/palestras/ricardo_guimaraes/

Não é possível, hoje, ficar sozinho! E se você não vai ficar sozinho, por que não construir um ambiente onde suas companhias estejam tão confortáveis quanto você?
Não queira ser um pássaro solitário, procurando apenas seu alimento. Entenda que se você se tornar um “estorninho”, seu melhor pode ser oferecido, e você obterá o melhor do “estorninho” ao lado!

Brasil, a luta é contra a fome, a corrupção que leva à fome, pela saúde, pela educação, pelo reestabelecimento da ordem e desenvolvimento.

Na esperança de um Brasil mais justo, um mundo melhor e almas melhores,

Filhinha de Papai

quarta-feira, 16 de novembro de 2011

Eu clamo aos professores!

Peteleco pediu para falarmos sério:

Disseram, hoje, que a “culpa” por estarmos na atual situação é da falta de Educação (Educação escolar, mesmo) do povo brasileiro.

Lamento, mas não é verdade!

Peteleco é uma figura humilde, nordestino, pobre, ficou famoso em 2010, pois teve o “repente de fazer um repente” que foi tudo de “Fala Sério”!

O vírus maior da Nação é, sim, a falta de Educação de base. Mas pior do que isso é o descaso daqueles que a têm, e usam para o mal. Vou falar dos professores, mas neste parágrafo, não é a esta classe que estou me referindo! Refiro-me aos “formadores de opinião”,  HOJE assim intitulados.

Mamãe, professora do ensino público, enche a boca para dizer: “O Regime Militar acabou com o professor!”.
Sim, mamãe, pode ser que você tenha razão, afinal, quando eu nasci, já era fim, já era quase ‘Diretas Já” e você VAI alegar que eu sou o que sou porque não sei de nada!
Mas justifique, minha amada mãe, o fato dos professores não terem movido uma palha para reestabelecerem o “respeito perdido”, instituído pelo Regime Militar.

Mãe, a “coisa” era mais pura! Mais simples! Mais cartesiana! E se hoje eu digo que VOCÊS, professores, são uma das últimas esperanças da Nação, eu quero dizer que vocês deveriam estar lutando com o mesmo pique que tiveram para lutar contra a ditadura imposta pelos militares, contra a ditadura imposta pelos “trabalhadores”.
Se os seus colegas atuais, minha mãe, tivessem interesse em REFORMAR a Nação, poderiam fazê-lo! Correndo, sim, todos os riscos que todos nós, hoje, honestos lutadores por uma democracia limpa, corremos! Você sabe que eu sofro ameaças, você sabe do amigo blogueiro baleado, você sabe que a ditadura voltou! Você está confortável? Aí, sou eu que sei: NÃO! Não está!

Professores do meu Brasil, com todo o respeito e admiração que tenho por vocês, eu CLAMO: SÓ vocês podem, com vosso limitado poder de formar opiniões (afinal, eu sei que hoje em dia o aluno entra em sala de aula DISPOSTO a ignorar o mestre), começar a plantar a semente que vai nos livrar da ditadura vermelha que se instalou no Brasil.

Porém, CLAMO novamente: a CUT não é e nem nunca será representante dos interesses de vocês, professores de bem, trabalhadores realmente interessados na EDUCAÇÃO! A CUT SE UTILIZA da situação vergonhosa de vocês para instalar o caos vermelho e dominar o País.

Juntem-se aos verdadeiros democratas e esqueçam que um dia a direita esmagou vossos gritos no passado! Hoje, precisamos de valores, e professores doloridos por um passado que não se pode mais remediar, não poderão ter a clareza necessária para lidar com a situação!

EDUCADORES (de alma e profissão): politizem-se! E espalhem! Sem vocês, eu não sei o que acontecerá conosco! Fugindo da política porque esta só faz massacrar a classe, vocês não conseguirão nada além da piora galopante de TODAS as situações!

E quando vocês eram respeitados como mestres e tínhamos, às vezes, mais respeito por vocês do que por nossos próprios pais, era a direita que estava no poder. #ficadica!

Ao lado da Educação SEMPRE e oferecendo meus préstimos aos Educadores, com respeito, assino,

Filhinha de Papai

Mudando o tom, para adaptar aos ouvidos atuais!

Meus desprezíveis petralhas, meu País sitiado, povo que me acompanha com um mínimo de indignação,

Eu fui agredida! Eu, tu, ele, nós, vós....todos os pronomes pessoais do caso reto estão sendo agredidos todos os dias!
Eu saio de casa na chuva, para encontrar militantes guerreiros no maior ponto de encontro para protestos da segunda maior cidade do País, e encontro? Aproximadamente, 50 pessoas. Destas, cada meia dúzia carregava uma causa diferente. Contra a Corrupção cada um tinha uma proposta diferente. Mas querem saber?
Nem nosso #euvotodistrital, que foi a causa que EU levei, nem #corrupcaocrimehediondo, nem #fichalimpa...NENHUM desses comove brasileiro. Sabem por quê? Porque não teve passagem no transporte público gratuita e nem sanduichinho no ônibus da excursão que proporcionou a muitos, um “dia fruitivo”.

Brasileiro gosta de música popular. Ontem não tinha.
Brasileiro gosta de brinde. Ontem não tinha.
Brasileiro gosta de PONTO FACULTATIVO para ir para passeata. Ontem foi feriado nacional.

A Filhinha de Papai aqui, só sabe querer um mundo melhor desde 1985. Defeito de nascença, adquirido sei lá de que parte da família, porque a única com esse grau de “otariedade” sou eu, confesso que ontem fui abatida por um belíssimo tiro moral do maior calibre que se pode imaginar. E só não desisti de uma vez por todas, porque tenho o privilégio de ter um verdadeiro companheiro, meu marido, que tenta me mostrar que meu bom coração tem um mínimo de valor.

Ontem, no ápice de meu pranto desesperado, porque se não lutar pela melhora do mundo em que vivemos e, principalmente, do País que chamamos de nosso, eu não sei viver, só me lembrava da célebre frase do famoso personagem “Coronel Nascimento”: “O sistema é muito maior!”.

E o sistema está mais “agigantado” do que jamais vi, em meus humildes 32 anos de vida! Nunca antes na história deste País, eu vi tanto desconhecimento de causa.
Nunca antes na história deste País, eu assisti a estudantes invertendo valores e defendendo a ditadura do dinheiro, enganados por um pseudo pensamento socialista.
Nunca antes na história deste País eu assisti a TANTA GENTE comprada! Os rabos foram presos com correntes tão resistentes, que até o mais inocente dos líderes tem medo, porque o inimigo mora ao lado.....e ele pode te "apagar"!

A “soldada” aqui foi ferida! Porém, com os curativos aplicados pelo meu próprio cinismo, hoje, reencontrei as forças para lutar. Por hora, mudo apenas de tom!
Momentos #prontofalei serão frequentes por aqui, agora.

Com a esperança de consciência coletiva e DE COLETIVIDADE,

Filhinha de Papai

quarta-feira, 9 de novembro de 2011

"Verás que um filho teu não foge à luta!" - Será?

Freixo deixou o país para dar palestras que já estavam marcadas
O Globo (granderio@oglobo.com.br)


RIO - O deputado estadual Marcelo Freixo (PSOL-RJ) — que afirmou ter deixado o Rio de Janeiro, com apoio da Anistia Internacional, por causa de ameaças — omitiu que sua saída do país já estava programada por outro motivo. Ele foi convidado a dar palestras sobre a atuação das milícias no estado. A informação do convite foi confirmada na quinta-feira pela Anistia Internacional, que patrocina e divulga as palestras.
Em entrevista à GloboNews, em Londres, o representante da organização, Tim Cahill, afirmou que as palestras já estavam programadas e que foram antecipadas num acordo entre a Anistia Internacional e o parlamentar.
Em nota, a organização informou que convidou o deputado Marcelo Freixo como parte de uma campanha de combate a grupos criminosos, mas não confirmou que o convite teria sido motivado pelas ameaças ao parlamentar, embora a nota registre a existência delas.
O deputado Marcelo Freixo — pré-candidato a prefeito do Rio pelo PSOL — disse, também m nota, que aceitou o convite da Anistia Internacional como uma forma de se afastar do Rio de Janeiro e do país, num momento no qual se tornou mais crítica a questão da sua segurança. O parlamentar afirmou ainda que espera que, neste período de afastamento, sejam tomadas providências para reforçar o seu esquema de segurança.
De acordo com o deputado, apenas no último mês, sete denúncias sobre planos para matá-lo foram recebidas por autoridades.
A primeira notícia de que o parlamentar sairia do Brasil foi publicada pelo GLOBO, na segunda-feira passada. No dia 1 de novembro, Marcelo Freixo deixou o país acompanhado da família, alegando falta de providências das autoridades de segurança estaduais em relação às ameaças de morte recebidas por ele. Na ocasião, o parlamentar não mencionou que participaria de palestras na Europa agendadas previamente.
A Secretaria de Segurança chegou a divulgar uma nota oficial, informando que todas as providências teriam sido tomadas em relação às denúncias, mas que se tratava de medidas sigilosas, porque envolviam a segurança de pessoas. As ameaças a Freixo começaram em 2008, quando o parlamentar presidiu a CPI das Milícias na Alerj.
·         Imprimir
·         Enviar por e-mail
·         Comentar (1)
·         Compartilhar
A notícia acima foi publicada no site do jornal “Extra” no dia 04/11/2011.

É, prezados leitores! Com a notícia acima, eu quero, sim, provar um ponto: Brasil, verás que um filho teu foge à luta, SIM!

Desculpem-me a exagerada franqueza e talvez o que possa ser interpretado como insensibilidade, mas todos nós, participantes ativos ou passivos da política brasileira, temos conhecimento de que o citado deputado é pré-candidato à Prefeitura do Rio de Janeiro, a ser disputada em 2012.

Além de pré-candidato, é Deputado Estadual. Tem o dever atribuído a ele pela população, de lutar pelo Rio de Janeiro e quem o elegeu, em nossa Câmara Estadual. Lutar cercado de seguranças e sempre com assessores por perto. Já Ricardo Gama...

Ricardo Gama, um verdadeiro filho da nação, não foi AMEAÇADO de morte pelos milicianos. Foi, sim, quase APAGADO, quem sabe por quem (humm...palpites?), com tiros na cabeça e no peito. Mas o cara continua lá! De letras no blog, câmera na mão e muito colhão, ele continua, mesmo tendo sofrido um dos piores atentados à liberdade de expressão dos últimos tempos, protestando contra tudo e todos, que acha de errado neste Brasil e, especialmente, neste Rio de Janeiro que está sitiado para TODO O CIDADÃO DE BEM!

As ameaças de morte não são prêmio exclusivo para Marcelo Freixo! Ora, se até eu, uma ninguém, tenho sofrido com trotes e mais trotes e mais trotes telefônicos, a ponto de ter que trocar de números, quem dirá o que sofre um deputado que se atreve a subir numa tribuna para falar?

Então, com o perdão da palavra e torcendo MUITO para que nada de ruim aconteça ao Deputado Marcelo Freixo, aqui ou em qualquer outro lugar, eu tenho apenas que dizer: faz parte do jogo, nobre Deputado! Não concordo muito com seus motivos.

Como diriam os cariocas da gema: “Não sabe brincar, não desce pro play!”

É no Brasil que se combate miliciano!

Torcendo para que nada de mal aconteça ao Deputado, aguardo compreensão,

Filhinha de Papai

quarta-feira, 2 de novembro de 2011

Rancorosos e Deselegantes - PARTICIPAÇÃO ULTRA ESPECIAL DE @Ricazinha!

O texto abaixo, é da amiga @Ricazinha (sigam no twitter, não vou revelar o nome todo), sobre a polêmica e continuando meu raciocínio de ontem. Ela é gente comum, como eu! E milhões de outros brasileiros!

Rancorosos ou deselegantes:@    

Desde o último sábado 29/10/2011 está havendo uma verdadeira mobilização para canonizar em vida o Ex Presidente. Alguns dizem que a doença não é pagamento nem remissão, outros dizem que não haveria essa comoção toda se estivesse em questão alguém de grande plumagem. 
O Brasil, apesar de tudo, é considerado uma dos melhores lugares NO MUNDO para tratamento de câncer em rede pública. O problema está entre o Diagnóstico e o início do tratamento.

Minha revolta é justamente essa, se querer igualdade no tratamento para câncer parar TODOS OS BRASILEIROS é ser considerada rancorosa e deselegante, assumo EU SOU.

Ontem, 01/11/2011, perdi meu tio na luta contra o câncer, um cidadão comum, que demorou 4 meses para conseguir fazer uma biopsia pelo SUS e depois esperou mais de 1 mês por uma vaga no ICC em Fortaleza para começar o tratamento. E esse vaga só saiu rápido porque UM Deputado federal, TUCANO de PLUMAGEM FARTA, se sensibilizou com o problema dele e o ajudou, se não fosse isso, ele já teria morrido antes.

Meu tio, um cidadão comum, não teve médico renomado em festa de aniversário, meu tio um cidadão, comum não teve acesso a medicina de ponta no Sirio Libanês, e não me venham com história de que o tratamento do Ex. Presidente será feito pelo SUS, porque não acredito. Até porque o renomado Hospital criou até uma filial em Brasilia para cuidar de Câncer dos Renomados Politicos.
Meu tio, um cidadão comum, não fez um vídeo usando a doença para que as pessoas se sensibilizassem e tivessem pena dele, muito pelo contrário. Meu Tio, esse cidadão comum, foi o ser humano mais fantástico que conheci, lutou até o fim, sem reclamar, sem chorar, sem se lamentar. Lutou acreditando que venceria a doença.
Mas ela quem o venceu, porque meu tio como cidadão comum, não teve a rapidez e eficiência do Diagnostico do EX.Presidente, pelo simples fato de SER UM CIDADÃO!!!!!! E ficou a saudade.

terça-feira, 1 de novembro de 2011

Só faltava a obrigação da comoção da oposição!

Ontem, dia trinta e um de Outubro do ano de 2011, foi, segundo a imprensa e médicos da equipe do Hospital Sírio Libanês, em São Paulo, o primeiro dia de tratamento quimioterápico do ex-presidente Lula.
Peço aos leitores a licença para intitular tal senhor de “molusco transgênico”, uma vez que em algum dia, ele declarou que o animal que empresta seu nome popular ao seu apelido, era pertencente ao  sub Filo Crustácea.  

Vamos aos fatos:

O senhor em questão é um ser humano (dizem). Como ser humano, ele mereceria todo nosso espírito de solidariedade, compaixão e, por estar sofrendo de uma doença sem cura, nossa comoção pelo fato de um câncer tê-lo atingido.
NÃO!!!
Chega de hipocrisia!

Sim, eu me importo com o ser humano (ainda que o considere desumanizado);

Sim, eu acho que ninguém merece sofrer de doença nenhuma;

Sim, pelo fato de ter perdido amigos íntimos, parentes e, como a maioria das pessoas, algum ente próximo por esta doença horrorosa, eu sei como se dá o sofrimento do doente (e dos que se importam com ele);

Não, eu não acho que o “molusco transgênico” seja melhor do que qualquer outra pessoa na face da Terra;

Não, eu não lamento pelo País, uma vez que considero que ELE foi o grande câncer da Nação;

Não, eu não estou torcendo pela pronta recuperação.

Vou ser apedrejada? Ok! Mas antes, quero defender meus “Nãos”!
Alguém parou para pensar que enquanto o “molusco transgênico” é tratado com honras de REI de País rico, no hospital mais caro da cidade de São Paulo, os demais pacientes do MESMO CÂNCER estão morrendo nas filas do Sistema Único de Saúde, que poderia ter sido reformulado, reformado e reerguido pelo “molusco transgênico”?

Alguém parou para pensar que com o dinheiro desviado para os corruptos -  e o período em que o País foi governado pelo senhor “molusco transgênico” foi, provado historicamente, ser o período onde aconteceram os maiores desvios de dinheiro público – poderia construir hospitais para tratamento do Câncer nos 27 estados da Federação?

Alguém parou para pensar que enquanto nós ficamos aqui, nos penalizando porque um TRANSGRESSOR DAS LEIS E DA ORDEM está sofrendo, ele continua a não se importar com nenhum de nós?

Ora, leitores! Peço desculpas pela decepção causada, se alguém pensava que eu era santa! Não sou! Perdão!
Se ele acabou com tantas vidas, se deixou tantos e tantos na miséria e ainda mentiu TANTO a ponto de iludir a porcentagem absurda de pessoas a quem iludiu, sinto informar, mas sendo sincera e NADA hipócrita: por mim, que morra!

E vocês ainda acham que José Serra tem que ter superioridade de espírito e desejar melhoras? Acho que ele tem tanto direito quanto qualquer brasileiro, de pensar como eu!

Como muitas vezes faço aqui no blog, deixo o convite: reflitam! Acho muito bonito todo mundo ficar pensando em Deus e, consequentemente, ficar tentando ser superior por solidariedade e compaixão! Mas merecem, sim, nossa solidariedade e compaixão, os indefesos, miseráveis, pobres de bens, alma e espírito, deixados à míngua pelo “molusco transgênico” e sua corja de companheiros!

Peço compreensão!

Da Filhinha de Papai, cujo PAPAI morreu em HOSPITAL PÚBLICO, sofrendo, com dor e sem respirar, mas que ainda possui fraternidade para torcer por quem MERECE!