Pesquisar este blog

Follow by Email

sexta-feira, 25 de novembro de 2011

Defenda quem puder! Cadê o desenvolvimento?

“Eu não quero Copa nem Olimpíada no Brasil!”
- Este é o pensamento clássico do pequeno burguês carioca! A Copa e as Olimpíadas vão ajudar a desenvolver o Brasil! Vocês não vêem isso!
- Se eu morasse em outro País, eu talvez visse dessa forma, mas do jeito que caminhamos, só vejo vantagem para quem está lucrando com os super  faturamentos.
- Vocês precisam enxergar a importância para o povo, que é ter um estádio de futebol na porta de casa, com metrô e estrutura...

Ok, amigo defensor do “desenvolvimento”. Ter um estádio de futebol na porta de casa deve garantir um índice de inflação menor, e eu que perdi o fio da meada do seu raciocínio!

Ora, políticos brasileiros! Por favor, parem de me contar suas melhores piadas!

Ontem, novamente em contato com um dos precários aeroportos do Brasil, só conseguia pensar: “E querem Copa, e querem Olimpíada. Não tem banheiro, mas ninguém se tocou!”

EU sou pequena burguesa? Porque penso?

Devo ser! Afinal, hoje, quem para pára pensar é logo rotulado de “elitista”. Então, se parar para pensar é ser elitista, podem me rotular que aceitarei com orgulho!
É preciso desenvolver o País? ÓBVIO! É vantajoso ter obras estruturais que desenvolvam determinadas regiões? ÓBVIO! Mas, poupe-me, senhor secretário defensor do “desenvolvimento”, mas em relação aos eventos esportivos sendo promovidos pelo Brasil, até agora, eu só vi desenvolvimento nos bolsos dos clubes, prefeitos, dirigentes...

Morei durante muitos anos, bem perto do meu time do coração e seu estádio! Sim, era legal! Mas eu gostava mais de ir à escola e ter Educação! O futebol  preenchia um dia do meu final de semana, mas eu tinha uma escola boa para frequentar e hospital para me socorrer. De maneira que nos fins de semana, podia ir tranquila ver o meu tricolor paulista jogar, porque se eu tivesse um problema no meio do jogo, poderia ser atendida com excelência!

E esse povo, que o senhor citou, que vê tanta importância em ter um estádio na porta de casa? Tem escola boa na porta de casa? Tem hospital bom na porta de casa? Paga menos imposto porque o estádio é na porta de casa?

A “pequena burguesa” aqui, está mais preocupada em perceber que certos estádios estão recebendo mais aporte de recursos do que hospitais públicos já receberam durante a vida INTEIRA de funcionamento.

A “pequena burguesa” aqui, está preocupada porque com o dinheiro que está sendo investido para promover os eventos esportivos, poderia construir escolas e pagar um salário decente aos sofridos professores!

A “pequena burguesa” aqui, está indignada porque o Brasil comemora o endosso da corrupção deslavada!

Mostre-me, em números, senhor defensor da Copa, onde é que estamos desenvolvendo a POPULAÇÃO!

Eu, no próximo post, vou mostrar as fotos da falta de banheiros, do ar condicionado que pingava litros na rampa de acesso ao avião, da fila para comprar um sanduíche. E o senhor, corra atrás para mostrar que eu estou errada e que meu pensamento é totalmente “pequeno burguês”!

Com esperança de cabeças melhores no poder,

Filhinha de Papai

Nenhum comentário:

Postar um comentário