Pesquisar este blog

Follow by Email

quinta-feira, 2 de fevereiro de 2012

A substituição, se vier, não alivia.

Não se iluda, brasileiro! Sua vida não vai mudar muito com a saída de Mário Negromonte! No atual desgoverno, sai um “cai cai” acusado de irregularidades, abre-se uma vaga para o próximo irregular da vez.

Questionei - apenas porque sou assim uma questionadora - o fato de Mário Negromonte, que segundo fontes recebeu sua ordem de demissão na última segunda-feira, por telefone, estar sendo noticiado como aquele que remete a carta.

Como? Qual a necessidade de uma carta de demissão do Ministro, se ele foi demitido há três dias?
Necessidade da base aliada governista de ficar “bem na foto”, mostrando ao brasileiro que por mais que estejamos sujeitos às piores intempéries políticas dos últimos tempos, aqui, na República das Bananas podres, vai tudo muito bem!

Paralelamente, questiono a substituição. Com uma busca rápida, realizada pelo Google, é possível, no TERCEIRO RESULTADO, encontrar o resultado da “Ação Civil Pública de Improbidade Administrativa”, onde o mais cotado para assumir o Ministério ainda não vago, Aguinaldo Veloso Borges Ribeiro (PP-PB), líder do PP, aliado do governo, é réu autuado em 2006. Aqui o link para os curiosos: http://web.jfpb.jus.br/consproc/resinfoproc.asp?CodDoc=922145&IDNumConsProc=2879385

Não há nada confirmado pelo Governo sobre a substituição. Tampouco sobre a demissão, mas, mesmo com a saída de Negromonte, nossa situação não melhora muito. Rumores ainda falam sobre uma outra figura a substituir Negromonte. Mas garanto que, mesmo que não seja Aguinaldo, que seja esse segundo nome, nossa situação AINDA não melhora! Sobre o segundo nome, faz parte de meus contatos particulares, não vou revelar, mas posso relatar que é de caráter duvidoso.

Resumo: não há, entre as “cotações” governistas, um substituto de reputação ilibada! Não há, entre os cotados para substituição, alguém que não tenha um antecedente, no mínimo, “obscuro”.  Analisei a Ação citada acima? Não! Mas não acho possível que em todo o Brasil não haja um nome imaculado para a substituição.

Novamente, ficamos nós, os “vigilantes eternos” da Democracia, a esperarmos a carta do atual Ministro, com até um fio de esperança na alma de que a queda faça alguma diferença no atual caos a que estamos assistindo. Novamente, quando a notícia chegar, ela será irrelevante.

Novamente, ficaremos limitados a nossa irrelevância “digital”, protestando de nossos computadores, acuados e com medo, enquanto eles continuam incutindo nas cabeças brasileiras, a idéia de um governo que merece ser louvado porque “faz faxina”.

Em ritmo de twitter, #ficadica: Base Governista idônea entra limpa, não precisa ser “faxinada” em menos de um ano de atuação.

Com desejos de uma mobilização pelo impeachment da presidente,

Filhinha de Papai

Um comentário:

  1. O engraçado é que ela assume a faxina, como já tivesse encontrado a situação "SUJA"!!!! Esquece que a faxina é resultado da sujeira que ela mesmo colocou....

    ResponderExcluir