Pesquisar este blog

Follow by Email

terça-feira, 31 de janeiro de 2012

Desmotivada ficava a sua avó!

Nota à Imprensa
Foi publicada no Diário Oficial da União de hoje (25.01.2012) a exoneração do Senhor CÁSSIO RAMOS PEIXOTO, que exercia a função de Chefe de Gabinete do Ministro das Cidades. O Ministro Mário Negromonte destituiu o servidor de suas funções após constatar que ele estava desmotivado.

Parece piada, mas é real!

Eu ouvi dizer. Duvidei. Achei INFANTIL, mas fui conferir! E era real!

Em uma Nota Oficial à Imprensa brasileira, o Ministério das Cidades consegue cometer o disparate de alegar que destituiu o nomeado porque o cidadão estava desmotivado? 

Uma avalanche de denúncias vem assolando o Ministério das Cidades desde Novembro de 2011. O Brasil assiste a uma série de ocorrências, envolvendo o corpo ministerial, quase todas da mesma natureza: nossos líderes envolvidos intimamente com empresários. Tráfico de influência. E o caso Negromonte não difere do resto.

O “óleo dessa fritura” de Negromonte está esquentando há meses. Depois de muito justificar e nada explicar, agora, quase sem saída, o ministro acha de demitir seu chefe de gabinete. Decisão acertada, diante de tantas evidências que apontam irregularidades nas decisões do Ministério, a exoneração do senhor Cássio Ramos Peixoto não precisava nem ser explicada para o brasileiro. Ou poderia ser explicada com qualquer argumento ADULTO, mas “após constatar que ele estava desmotivado”??? Seria mais bonito escrever “porque ele ficou no ponto antes do Ministro, na fritura.”

Ah, Governo Federal! Faça-nos o favor! Não bastasse o “sapo gigante” que temos entalado em nossas gargantas, como o pior retorno dos nossos impostos pagos, recorde de denúncias de corrupção, impunidade generalizada e perda dos valores básicos de convívio em sociedade, ainda temos que ser subestimados ao ponto de lermos uma nota oficial alegando que o nomeado estava “desmotivado”? Desmotivada estou eu! Ao constatar a preguiça que vocês têm até de justificar uma exoneração natural!

Conselho? Para os assessores de imprensa dos Ministérios e do governo Federal em geral, além de nossos líderes: Não tem o que dizer, abstenha-se de comentar, para a gente engolir com mais facilidade!

Plagiando os publicitários da campanha do absorvente: “Desmotivada ficava a sua avó!”!

Desmotivada, mas sem cargo, porque Papai não é Ministro,

Filhinha de Papai

Um comentário:

  1. O plágio á propaganda foi perfeito. Quase. Porque, não fôssemos você e eu duas damas, elegantes acima de tudo, caberia no lugar um monte de palavrões. Daqueles "cabeludos".

    ResponderExcluir