Pesquisar este blog

Carregando...

Follow by Email

sexta-feira, 30 de março de 2012

29 de Março de 2012, Cinelândia. A VERDADE!

Rio de Janeiro, 29 de março de 2012. O que tem para hoje?

Sou Administradora de empresas por formação, sou Comunicadora por vocação, estudante de Direito por curiosidade e interesse nos interesses da Nação.

Diante das características acima expostas, acabei atuando sem Formação, como jornalista, no ano de 2010, quando trabalhei para a campanha presidencial de José Serra. Ali, senti que meu nascimento finalmente tinha algum sentido! Eu percebi um dom, e o explorei ao máximo.

Resultado? Ao fazer a cobertura jornalística, pela então “Rede Mobiliza”, de um evento em formato de painel de debates, sobre Liberdade de Expressão, contando com as presenças do então presidente do Instituto Millenium, Paulo Uebel (hoje fora do Brasil e substituído por Priscila Pereira Pinto), Generais da reserva que comandam a Revista do Clube Militar, Reinaldo Azevedo e Merval Pereira, fui cadastrada pela Revista do Clube Militar como jornalista. Então, recebo todos os convites para os eventos de mesmo tipo.

No dia 21 de Março de 2012, recebi em minha caixa de entrada, um convite para um evento promovido pelo Clube Militar. Honrada, agradeço pela compreensão, respeito e parceria, do General Ex. Renato Tibau da Costa, presidente do Clube, que assina o convite.
Aqui, a imagem do CONVITE que recebi por e-mail:


Independente do viés político, qual brasileiro que tenha um compromisso com a verdade não se interessaria em comparecer e cobrir um evento como o descrito no Convite? Eu é que não! Interessei-me, e muito, e confirmei minha presença assim que consegui! Pela primeira vez, as “portas dos militares” estavam abertas ao público para que fossem feitas as perguntas que queremos fazer há tanto tempo. E os militares responderam! Sem, inclusive, intenção de defesa de seus atos. Confessaram a ditadura, comentaram ações de prisão e interrogatório. Claro, de acordo com a versão deles.

O que me chamou atenção, porém, foi uma fala do hoje jornalista Aristóteles Drummont: “Os militares estão expondo sua versão. Mas será que vocês conseguirão o mesmo da guerrilha?”

Não! A Guerrilha não fala. O que fala, é com orgulho! Como se tivessem salvado o país do bicho papão. Vale matar para salvar? Não! De lado nenhum! Mas por que somente um dos lados assume suas mortes?

Ainda de acordo com meu compromisso com a verdade, fiz a cobertura em tempo real, pelo twitter, daquilo que VI e VIVENCIEI. E divido, aqui com os leitores, sem qualquer pretensão de tomar partido. Tomei partido de mim mesma, agredida, ontem, pelos manifestantes que se diziam pela “Liberdade”. E a minha liberdade, que eles tentaram tirar?
Vamos aos fatos:

Cheguei à Avenida Rio Branco, no Centro do Rio de Janeiro, exatamente às 14:48 horas, do dia de ontem. Não significa que cheguei ao Clube nesse horário, uma vez que a Avenida já estava tumultuada com uma manifestação NÃO PACÍFICA. Demorei  aproximadamente 40 minutos para conseguir chegar até o Estacionamento da Cinelândia.

Ao colocar os pés na calçada em frente ao Clube Militar, comecei a ouvir gritos de “sanguinária, assassina, ditadora....” e outros nomes menos próprios ainda, apenas por tentar entrar, informando ser da imprensa, no Clube para cobrir o evento. Lembrando, meu nascimento ocorreu em 1979 e eu sou CIVIL.

O Policial Militar a quem pedi licença para entrar, informou que não estava autorizado a deixar que ninguém mais entrasse, uma vez que os  manifestantes estavam tentando agredir às pessoas. Imediatamente, aproximadamente 7 fotógrafos bateram fotos e mais fotos minhas, não sei com qual objetivo.

Então, o policial me instruiu a pedir autorização a alguém de dentro do Clube. Devidamente autorizada e instruída a entrar pela rua Santa Luzia, na lateral do prédio, pedi ao policial que me oferecesse um pingo de proteção, para que eu pudesse, sem ser mais agredida (eles nos atingiam com as bandeiras dos partidos), a tirar fotos da multidão que bloqueava a entrada da Rio Branco, do Clube Militar.
Fotos:




Faço a volta, acesso o Clube pela rua Santa Luzia, e vejo, logo em sequência, a chegada do General Nilton Cerqueira. Este, levou uma chuva de ovos, que chegaram a ser jogados em mim também, mas tive sorte e MUITA proteção da Polícia! Muita mesmo! Ontem quem apanhou por mim, foram os oficiais da Polícia Militar! Obrigada, senhores!

Ainda no térreo, aguardo o elevador para subir ao quinto andar, onde acontecia o Painel de debates. Com a chegada do General Nilton Cerqueira, os manifestantes se inflamaram mais, e quase romperam a barreira policial. Um dos generais então presentes no andar térreo, em desespero, grita: “Por favor, SAIAM DAQUI!”, para nós, que aguardávamos o elevdor. Cumpri a ordem, subi um lance de escada e tomei, então, o elevador até o quinto andar, partindo do segundo.

Suada, suja de respingos de ovos, cansada, chego ao evento, e encontro todos sentados, a grande maioria de idosos, muita ordem e MUITA, mas MUITA, cordialidade dos representantes do Clube. Agradeço à Ana, Katia e Denise pela sempre IMPECÁVEL recepção e colaboração. Quanto ao General Tibau, sempre agradeço! É um homem de honra!

Fotos:




Escuto, então, às falas de Ricardo Salles, que como eu, não era NASCIDO na época do golpe, mas foi brilhante em suas colocações, tanto contra quanto a favor, o já citado jornalista e militar, Aristóteles Drummond, Dr. Heitor de Paola e General Luiz Eduardo Rocha Paiva, que estava com a palavra quando cheguei  ao salão nobre.

Atrasada por conta dos manifestantes, perdi grande parte do evento, então, não posso dizer que o regime e o golpe não foram defendidos. Durante a minha estada e acompanhamento, o que assisti foi realmente um Painel de Debates sério e fiel ao propósito: contar a versão dos militares. Nada mais!
O Painel foi aberto, inclusive, a perguntas de QUALQUER UM da plateia. Todas foram respondidas. Sem censura.

No fim, enquanto Ricardo Salles encerrava o debate por FALTA DE MAIS PERGUNTAS, ouvimos o som de uma bomba, logicamente manipulada pela Polícia Militar. Sim, tratava-se de uma bomba de efeito moral, solta para dispersar a multidão que se manifestava ILEGALMENTE na porta do Clube.

Poucos minutos antes da bomba, já havia uma intensa movimentação da imprensa perto das janelas do quinto andar, porque os manifestantes passaram a cometer atos de vandalismo e o barulho aumentou muito.
Foto do momento que antecedeu a bomba:



Foto do movimento visível pela janela que usei, pós bomba:


Fomos, então, instruídos a tomar distância das janelas, pois os manifestantes começaram a tentar nos atingir. Da rua, até o quinto andar.
Por volta das 16:30, com o encerramento do evento,  fomos informados dos perigos que nos aguardavam na saída do Clube. Mais uma vez, a direção do Clube pediu a todos que aguardassem um pouco para sair, pois a Polícia Militar não estava com a situação sob controle, ainda.

Aproximadamente trezentas pessoas, entre estudantes das escolas militares, estudantes universitários civis que foram ali PARA ESTUDAR, convidados civis de várias categorias e militares, em sua maioria, da Reserva,  tiveram que ficar perambulando pelo Clube, enquanto não tínhamos segurança suficiente para sair.

17 horas: saio do quinto andar e me dirijo ao térreo, na intenção de sair do Clube e tomar o rumo de minha Faculdade, ali perto, onde minhas aulas têm início às 18:30 horas, diariamente.

Uma multidão se espreme no andar térreo do Clube. Ainda não havia segurança suficiente para nossa saída. A instrução: “Aguardem o policiamento de choque, saiam em pequenas turmas COM ESCOLTA DELES, e dirijam-se imediatamente às escadas de acesso ao metrô”.
Enquanto isso, fotografei os portões fechados do Clube, com os manifestantes MUITO PERTO, do outro lado, sedentos de sangue, ao que parecia!

Fotos do momento em que ficamos retidos:




Chegou a minha vez. Fui autorizada a sair. Pela Avenida Rio Branco. O cordão policial tinha dificuldades em conter os agressores. Eu mesma, fui atingida por uma bala de tinta na panturrilha direita e um grande recipiente com tinta vermelha foi violentamente arremessado contra mim. A mocinha estudante que estava imediatamente atrás de mim, alertou “Cuidado!”, e eu consegui desviar do recipiente em tempo. O mesmo explodiu, ao bater com muita força contra a parede do prédio do Clube. Perdi o vestido, a meia-calça e o par de botas que usei ontem. Além disso, fui atingida no rosto pela tinta, e no peito pelos sprays de pimenta, que não se sabia se vinham da Polícia ou dos manifestantes. Ambos os tinham!

Ao descermos as escadas, eu e oito estudantes de Direito da UFF, fomos atingidas pelos sprays. Eu, novamente, tive sorte. As meninas menos. Foram atingidas diretamente nos olhos, bocas e narizes. As oito passaram mal. Dirigi-me à sede do PSDB carioca, exatamente do outro lado da rua, e convidei as estudantes a me acompanharem, pelo menos para podermos nos lavar e beber água.

Salvas, finalmente, fomos extremamente bem tratadas e cuidadas pela equipe PSDBista presente. As meninas puderam seguir viagem para Niterói e eu pude ir resgatar meu carro e chegar à minha aula. Atrasada, às 19:00 horas, graças, novamente, aos manifestantes!

Aqui, colo link do “O Globo”, jornal criminoso por sua abordagem mentirosa do evento, com vídeo dos “pacíficos” manifestantes, que também mentem sobre suas próprias ações. Porque eu VI!
O que está sendo mostrado no vídeo, pela moça que se diz correspondente da UERJ (que pena da comunicação deles), são alguns sinais da MESMA TINTA que me atingiu.  Ela? Alega que são ferimentos.

A Polícia Militar foi, inclusive, chamada de “vagabunda”, pelo manifestante que aparece aqui, no link do "Estadão", sem camisa e de cabelos compridos. Ele estava fora do exercício de seu trabalho, ao que percebi (se é que realiza algum), mas a polícia que ele chamou de “vagabunda”, trabalhou MUITO, por conta dos atos dele:

Foto de meu rosto atingido pelos restos de uma bala de tinta. O “grosso” dessa, atingiu o policial da tropa de Choque que me escoltava (nesse momento, da foto, eu já estava a salvo, dentro da sede do PSDB):



Paro nas escadas do metrô, e mostro ao “câmera man”  da Band, minha etiqueta grafada “IMPRENSA” e o resultado, em mim produzido, pelas agressões dos manifestantes. ISSO não foi publicado em lugar algum.

Pediram os fatos! Os fatos são esses. Não sei manipular photoshop, tampouco tenho equipamento fotográfico profissional. Minhas fotos são ruins, e REAIS.

Com vergonha, alergia e ainda ferida moral e fisicamente, comento os fatos e exponho  um pouco mais de minha vida particular, nos próximos posts, para não matar o leitor de cansaço!

Agradecendo a todos os amigos que prestaram sua solidariedade,

Filhinha de Papai

47 comentários:

  1. Valeu Guerreira , parabens , bela cobertura... SALVE!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O terrorismo comunista quer se vingar do povo brasileiro, nos escravizando a todos.

      Excluir
  2. Minha heroína!!!!!!!!!!!!!!!!!!!! Parabéns!!!! Bjs

    ResponderExcluir
  3. excelente seu testemunho, parabéns! se querem a verdade, q a contem por inteiro e n pela metade.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Triste é que esse pessoal não está interessado na Verdade; eles querem mesmo é IMPOR A SUA VERDADE.
      Ironia estarem eles gritando por liberdade.
      Os mais novos são mal informados; os mais velhos são mal intencionados. Hipócritas.
      Todos eles servem à mesma ideologia comunista totalitária, assassina e sanguinária.
      Liberdade eles pedem?
      Vejam a liberdade que o comunismo dá em Cuba; na Coréia do Norte; na China, apesar de todos os ventos de liberdade econômica que sopram por lá.
      Que vejam a liberdade que Stálin, Krushev e outros deram aos povos da então URSS.
      Que vejam o liberdade que havia na Tchecoeslováquia (primavera de Praga em 1956...), a liberdade na Albânia, na Polônia...
      Leiam sobre a liberdade dos Gulags no livro de Alexander Soljenitsin...
      A única liberdade que o comunismo dá é a liberdade para morrer.
      Liberdade é algo que não existe mais no Brasil, basta ver os mensaleiros em liberdade (e vão continuar assim), o principal deles, aquele que nada sabia (apesar do dever constitucional de ser o responsável pelo que acontece no governo).
      Vejam a vergonha que o Brasil assumiu no cenário internacional acolhendo aqui o assassino Césare Battisti, julgado e condenado com toda a lisura e ampla defesa por um país de fato democrático.
      Pois é, o nosso governo auto-intitulado democrático, acolheu e libertou um assassino mais açougueiro do que a sua própria vítima.
      Meus cumprimentos à Filhinha de Papai por sua coragem, por sua sinceridade e pela clareza do que escreveu e mostrou. Minha admiração por sua firmeza de caráter.
      Fico pensando se nossa juventude tivesse uma parcela maior de pessoas como essa moça... A massa de manobra dessa caterva seria muito menos barulhenta, ou, pelo menos, teria um contraponto viável.
      Parabéns.

      Excluir
    2. Lidio, vc foi perfeito! Tudo o que disse (não foi extenso, mas sim suficiente) encaixa-se com minha forma de pensar sobre esta conjuntura que nos envolve.
      O que diabos se passa nas cabeças daquele bando de arruaceiros? Será possível que há realmente estudantes no meio deles? ESTUDAM O QUE? HISTÓRIA É QUE NÃO DEVE SER!
      Parabéns a vc, e também vou dá-los à brilhante e corajosa "filhinha de papai"...

      Excluir
  4. Vários queridos! Obrigada pelo zelo, preocupação, companheirismo enquanto eu passava por tudo isso! Vocês são DEMAIS!!! OBRIGADA!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Prezada Kay, vc é que é demais! Meus parabéns pela ousadia do dia 29/03, e por ter escapado praticamente incólume daquele episódio deplorável e absurdo, protagonizado por um bando de inconsequentes, adjetivo muito brando para qualificar aquela horda que cercou o Clube Militar.
      Os acontecimentos daquele dia me deixaram revoltado, pois sou Oficial da Reserva da Marinha, filho de Oficial da FAB (falecido) e sobrinho de Oficial do Exército (idem), e imaginei-me no lugar de antigos superiores hierárquicos meus e de velhos companheiros de meu pai e de meu tio, que usavam o mesmo nome de guerra que adotei: SARAIVA, com muito orgulho!
      Sou carioca de berço e criação, mas escolhi viver em Pernambuco com minha família (esposa e filha pernambucanas) por múltiplas razões. Uma delas cabe ser ressaltada neste momento: o respeito que o povo daqui tem pelos militares. Um Tenente aqui recebe mais consideração do que um Coronel no RJ ou em SP. Caso ocorresse no Recife um evento como o realizado no Clube Militar, os participantes encontrariam, à saída, as ruas tranquilas, ou com a agitação costumeira de sempre, dependendo do local.
      Para encerrar, parabenizo-a novamente, e deixo como mensagem final as motivadoras palavras que bradou o Almirante Barroso ao início da sangrenta batalha naval do Riachuelo: "O Brasil espera que cada um cumpra o seu dever!".
      Cordial abraço e votos de muito sucesso.

      Excluir
  5. Belo trabalho, a visão foi bem ampla e não manipuladora. Parabéns.

    Cassiano Bento

    ResponderExcluir
  6. Nem tudo está perdido em nosso país! Jovens como você, menina, são a nossa esperança de resistência, de dignidade e de ética! Parabéns e não desista Nunca!

    ResponderExcluir
  7. Bom dia
    De filhinha de papai vc não tem nada.
    Parabéns pela sua coragem e seu trabalho.
    Em 1964,com 18 anos, custava eu o último ano do 2. grau, no colégio PedroII, no centro da cidade.Vi muitos dos atos produzidos àquela época.
    Nasci,na cidade de Resende, mais precisamente no hospital da AMAN,sou filho de militar.
    Muitos fatos e atos tomei conhecimento e tenho orgulho de ter meu pai um militar do Exército Brasileiro.
    O que sempre falo, do meu pai, é que o coração dele tinha as cores verde e amarela tal era seu patriotismo.
    Parabéns e continue assim vc é uma das esperanças do Brasil.
    Marcus de Carvalho

    ResponderExcluir
  8. Parabéns pela coragem. E uma dica: muda essa fonte que pode ser bonita, mas é meio desconfortável de ler.

    ResponderExcluir
  9. Gostaria de ter estado aí neste episódio, mas... Comuna bom é comuna no paredão!

    ResponderExcluir
  10. Parte da verdade ocorrida na quinta-feira foi para o blog (claro que o final será lido aqui) e divulgada entre os conhecidos por email.

    Bom ler o que os jornais não contam.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tomei conhecimento dos fatos através das redes sociais e acompanhamento de jornais pelo meu blog. Estranhei muito não ter sido divulgado nada sobre o ocorrido através das principais emissoras de TV e dos principais jornais mais acessíveis a população em geral. Agradeço a você pelas informações complementares, mais detalhadas.

      Excluir
  11. então querida porque tu não vais morar em CÚba,com acento no u,lá tu serias melhor tratada,faz intercambio de jornalismo,eles são maravilhosos,tu não vistes nada,o regime comunista é tudo de bom,tio Fidel é um amor,dá tudo o que agente quer.Carros zero,e profissionais super valorizados.A arte é livre,não existe censura e caso não gostes ele deixa tu voltares.Ahnnnn,esqueci,as comidas eles dão,cada dia é um menu diferente.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Esqueceu de dizer o seguinte: Se queres ser bem tratado em Cuba...leve sabonete e pasta de dente para dar de presente...É o melhor carinho que irá demonstrar para os Cubanos....

      Excluir
  12. Top Master..Não querendo discriminar ninguém..Constitucionalmente nos é garantida a livre manifestação de pensamento, proibido o anonimato. Mas é certa essa manifestação? Assistir as cenas de jovens que se dizem "politizados", que condenam os fatos ocorrido em 64, e reclamam igual ou pior do que 64, agindo como bárbaros? É de rir...Mas não é de assustar,pois, a Presidenta agiu igual ou pior nos idos de 64. Para mim, não passa de um bando que matou aula, justificando "ato civil". Eles se deram conta que a atual Constituição nasceu, gerada por quem sentiu na pele todas as perseguições, castrações, e etc etc? Eles se deram conta que prejudicaram o direito de ir e vir de trabalhadores? Você por exemplo...agredida...suja...Com a livre manifestação deles, ficou demonstrado que uma boa parte da nossa juventude não respeita o próximo! Não me desce à garganta, aqueles "jovens" descamisados, dread locks.. gritando assassinos! Se a Polícia não tivesse intervindo, com certeza eles seriam os assassinos... Quem dera tivéssemos essa quantidade de ditos cidadãos nas nossas mobilizações...Mas com certeza não os teremos...Sabe o porque?? No horário em que estamos mobilizando, eles estão de ressaca, ou quem sabe, voltando para casa da night. Seria o ideal que eles buscassem aprender mais sobre o que levou os militares à promoverem o golpe! Os militares acertaram e erraram...Acertaram em querer um BRASIL melhor...erraram em pré julgar tantos brasileiros e os condenarem, muitos à morte...Sabem eles que o golpe teve patrocínio de nações estrangeiras? Nações estas, que muitos desses "jovens" apoiam em utilizar produtos oriundos delas, e até mesmo já ter vivido, viajado...Queria saber a proporcionalidade de tais jovens que já tenham prestado o serviço militar, creio que nenhum...Assim saberiam o que é respeito, ordem... Já que se dizem defensores, estariam preparados para dar a vida pelo seu País??? Eles estão mais para festinhas regadas à bebida, sexo e drogas do que pegar em uma vassoura, lavar uma trouxa de roupa...

    ResponderExcluir
  13. Querida, só tenho a reverenciar a sua coragem. Parabéns

    ResponderExcluir
  14. Jà estou transcrevendo tudo para uma comunidade do orkut... parabéns...

    ResponderExcluir
  15. Boa noite.
    Parabéns pela isenção e a vontade de escutar o outro lado. Eu passei por 3 universidade e ao final de 2012 serão 5. Nunca, ninguém contou a história do outro lado. Certo dia um amigo me emprestou um livro chamado "A verdade sufocada". Li e me choquei com aqueles eventos que sumiram da história do Brasil. (Ex: http://xupacabra.blogspot.com.br/2012/03/defesa-do-palacio-guanabara-contra-os.html )Hoje vendo os dois lados ainda se batendo, vejo que os nossos militares são pacíficos, sinceros e incrivelmente mansos. Do outro lado, só vejo ódio, mentira, manipulação e ideologia. Eles hoje estão no poder e nós assistimos o período mais triste da república tamanha a quantidade de casos de desvios. Quer dizer que os esquerdistas que hoje roubam, matam e mentem, querem me fazer crer que quando falam de 64 são sinceros ? Eu escolhi um lado. O do Brasil e o dos militares.
    Sobre o caso do jovem que cuspiu no octogenário, veja a ficha do criminoso: http://xupacabra.blogspot.com.br/2012/04/identificado-jovem-cuspidor-do-conflito.html

    ResponderExcluir
  16. Parabéns "filhinha de papai". Gostei da forma como você relatou o que viu. Foi isenta e imparcial. Você está no caminho certo para um jornalista. Antes, o Brasil tivesse milhões de "filhinhos de papai" como você. Mantenha-se sempre fiel à verdade dos fatos e seu futuro será brilhante.Obrigada pelo jornalismo de altíssima qualidade.

    ResponderExcluir
  17. Parabéns, guria! Não te deixas intimidar por estes malucos que sequer sabem pelo que estão "lutando". Gente que não viveu o período de exceção e que acha que tudo que foi feito contra o então regime valia. Inclusive matar inocentes, como foi feito. E matar até companheiros que não estavam tão convencidos do que queriam.

    ResponderExcluir
  18. Adorei o seu relato e a sua coragem em comparecer ao ato no Clube Militar e relatar o fato com fidedignidade. Pessoas como você, que estudam, buscam conhecer a história e procuram ganhar a vida com seus méritos e próprios meios, que adoro!
    Mais uma vez, meus PARABÉNS!

    ResponderExcluir
  19. Parabéns, moça valorosa!
    O Brasil precisa de mais gente interessada na verdade.
    É lamentável que o povo venha aprendendo história nas novelas da Globo. E mais lamentável ainda que seja tão fácil de se manipular pelas esmolas governamentais.
    Nossa última esperança no que diga respeito às instituições ainda são as Forças Armadas... e jovens conscientes e esclarecidos como você!
    Mais uma vez, parabéns!

    ResponderExcluir
  20. Pelo acontecido só temos que lamentar e sentir pena desses baderneiros, pois mais uma vez fica demonstrado que não querem paz e desenvolvimento nacional,mas ainda continuam sofrendo lavagem cerebral e imaginando que ainda estamos vivendo a guerra fria dos anos 50/60 e ainda encantam-se por ideologia retrógrada e ultrapassada. A finalidade da Lei de Anistia, foi a de pacificação e o retorno da vida democratica. Como dizia oGeneral Figueiredo lugar de brasileiro é no Brasil. Infelizmente alguns não entendem isso. Em uma guerra morrem pessoas de ambos lados e quanto a desaparecidos será que todos estão desaparecidos mesmos ou tiveram novas identidades? Verdade existe a minha verdade, a sua verdade e a verdade. Vários livros publicados e escritos por militares estão a venda, mas a mídia não gosta ou não quer publicar para não perder receita de propagandas. Lembro no lançamento do livro do Cel. Ustra " A verdade sufocada" mesmo sem grande publicidade dos meios de comunicação o livro atingiu o terceiro lugar em venda ultrapassando em vendagem o livro do ex-presidente FHC. Buscaste mais dados para chegar a sua conclusão sobre os fatos ocorridos no período de 64/75, esses diversos livros de militares poderá te dar maiores informações. Parabens pela sua garra em tentar seguir os seus principios e caráter e tenho certeza que no intimo se sente recompensada pelos seus atos e comportamento.

    ResponderExcluir
  21. Parabéns pela brilahnte reportagem. Isenta e plena de verdades. Sou militar e muito me orgulha a capacidade que temos em discutir o que fizemos, os erros que cometemos e os projetos futuros embasados nos trabalhos anteriores, de onde banimos os erros.
    Tua coragem e profissionalismo são simplesmente chocantes. Quando tantos se deixam levar pelo tilintar das moedas, os verdadeiros profissionais como tu, fazem o verdadeiro jornalismo!
    Meus parabéns!
    Oscar de Oliveira Ramos NETO - Cap R/1

    ResponderExcluir
  22. Oi Karina:
    Reproduzi seus twitters em meu blog, em tempo real. Confira:
    http://montedo.blogspot.com.br/2012/03/democracia-dos-manifestantes-em.html
    http://montedo.blogspot.com.br/2012/03/democracia-dos-manifestantes-em.html
    http://montedo.blogspot.com.br/2012/03/clube-militar-baderna-do-lado-de-fora.html
    http://montedo.blogspot.com.br/2012/03/1964-verdade-sem-mimimi.html
    Parabéns pela coragem.

    ResponderExcluir
  23. Parabéns amiga querida, brilhante e corajoso

    ResponderExcluir
  24. Se perdendo, eles agem assim, imagina se não tivessem sido derrotados pelo golpe de 64!!! O Povo cubano encarcerado que o diga até hoje.

    ResponderExcluir
  25. Valeu, 'Filhinha de Papai'. Como eu falei com você na saída do Clube Militar, meu relato (incluindo o que você perdeu em virtude da confusão) está em http://queroumbrasildecente.blogspot.com.br. No meu texto, faço menção ao seu blogue. Vamos aumentar a repercussão dos acontecimentos, restabelecendo a verdade dos fatos. Lamento pelo incidente com a tinta, que deve ter ocorrido depois que a Tropa de Choque escoltou a mim e aos demais que 'fugimos' (veja só) para a estação do metrô. Inté! MARCELO CARDOSO

    ResponderExcluir
  26. Parabéns pela coragem de mostrar o verdadeiro sentido da existência do jornalismo, sem o qual tudo é manipulado e mentiroso, podendo causar muito mais estragos para a nossa democracia que tanto é aviltada, a isenção, a qual é a base que nos permite pesar valores e decidir o rumo que nos conduzirá.
    Que esse predicado valoroso seja o espelho não só na sua alma, assim como que possa contaminar uma nova geração fundamentada na apuração real dos fatos e conduzir-nos como nação, a fim de não mais sermos manipulados e enganados como vem sendo feito, principalmente desde que os Militares entregaram o poder aos civis, onde cometem crimes muitos maiores que necessitam ser apurados e colocados publicamente, de forma a fundamentarmos uma nova classe política ombreada na honestidade e na probidade.
    Parabéns e nunca desista do seu caráter!

    ResponderExcluir
  27. A imprensa no geral está toda comprada e manipulada pelo PT. É lamentável. Felizmente a net ainda pode informar a verdade.

    ResponderExcluir
  28. Parabéns pelo post. Parabéns pela coragem de fugir à manipulação intelectual que aflige nossa juventude. Jovens como vc são a esperança de um futuro melhor para este País, e são o incentivo para mantermos aceso o nosso patriotismo.

    ResponderExcluir
  29. Minha querida Karina, então é vc a Filhinha do Papai? Parabéns minha guerreira, mas te conhecendo só podia mesmo esperar isso de vc. Graças a Deus ainda temos jovens lúcidos, do bem, e tenho certeza que é maioria.Um beijo minha querida e continue assim, exemplo para nossa juventude e esperança para todos nós. beijus
    @sanmirax Sandra Miranda

    ResponderExcluir
  30. Meus respeitos pela sua coragem e sua isenção. Se os jovens se dessem ao trabalho de ler várias fontes não seriam tão facilmente manipulados.
    Hoje em dia, com os recursos da Internet, é muito fácil realizar pesquisas históricas.Isso permitiria identificar o momento vivido em 64 e o apoio que foi dado pela sociedade e pela mídia para que fosse impedido que o Brasil se tornasse comunista.
    A pesquisa demonstraria que democracia inexiste em partidos comunistas, embora seja a palavra mais utilizada por eles.Mas, não é fácil o bastante para quem é preguiçoso, dai acabam fazendo o papel de "bucha de canhão, pois os mandantes ficam escondidos.
    Como foi dito acima, vc não tem nada de dondoca filhinha de papai.Parabéns

    ResponderExcluir
  31. Filhinha de seu pai, me diga o quê está por traz disso?Como as pessoas acreditam na abertura dos arquivos de ditadura de forma publica só agora,como acreditam que isso possa ser justiça,no momento que o país vive?Militares servem a quem??Me explica,pois o que eu vejo é uma manobra bárbara e cruel de jogar sangue ao povo,no exato momento onde começamos a nos mobilizar para erradicar a corrupção no País.Justiça deve ser feita á nivel de justiça,não em praça publica.A má administração de um país mata mais que qualquer golpe ou revolução.O quê a contece??Quando que os mortos pelas invasões de controle de tráfico das favelas vão poder ter sua justiçã?Um dia isso também vai acontecer com os policiais militares e civis que operaram nas invasões?Minhas questões são simples.E o que eu creio ser a resposta não é bonito para o povo brasileiro.Sou inculta,como muitos brasileiros,e ando triste.Será que um dia poderemos pedir justiça pelo novo valor de desapropriação fixado pelo governo federal?
    Será esse tipo de esperança que o povo tem engajando na queima dos militares??Para deixar claro,creio que as pessoas que tiveram suas existências destruídas por qualquer modelo de administração devem buscar justiça sim,mas não concordo com manifestação pública e muito menos com violência e apoio político na sua busca.

    ResponderExcluir
  32. Juventude idiota!!! Essa "pessoa" que fala no video ela usa as palavras democracia, direito e o direito dos militares? acabou a ditadura não tem mais direito algum como cidadão?
    juventude idiota! se deixam induzir por pessoas sem escrúpulos cujo interesse é somente a bagunça e a vetar o direito de outros, não procuram saber da verdade. JUVENTUDE IDIOTA!!! BANDO DE BONECOS DE FANTOCHES!!

    ResponderExcluir
  33. Precisamos de pessoas assim como vc, coerentes. Parabéns!

    ResponderExcluir
  34. Parabéns pela sua independência mental e moral. Causa me, sobretudo, espanto como é que uma reunião pacífica, com o objetivo de relatar fatos,desconhecidos ou não, foi transformada em "comemoração da revolução de 1964" por baderneiros visivelmente pré instruidos para criar um clima negativo, contra os militares.

    Marilena Fleury

    ResponderExcluir
  35. Esse tipo de agressão, contra as pessoas e contra a instituição, tinha que ser reprimida com "muita porrada". A polícia só ficava olhando e esperando que a agressão acontecesse, para, então, agir. Espero que esse acontecimento sirva para aumentar a insatisfação dos militares, no sentido de gerar alguma reação dos mesmos contra essa situação calamitosa em que se encontra o Brasil, por conta dos políticos canalhas, dos miliantes pró-comunismo e desses baderneiros que não conhecem a história verdadeira. Carlos Cabral - civil

    ResponderExcluir
  36. PARABÉNS PELA NARRAÇÃO DO EPISÓDIO, EXPOSIÇÃO E CLAREZA DAS IDEIAS, E PELA EXPERIÊNCIA VIVIDA E TRASMITIDA. VIVA OS HERÓIS DO BRASIL - NOSSOS MILITARES - SEMPRE PRONTOS PARA DEFENDER O BRASIL, AINDA QUE DE SI MESMO.

    ResponderExcluir
  37. Gente,
    Como dizem, estamos, agora sim, numa real democracia.
    Todos podem falar e darem suas opiniões, MENOS OS NOSSOS
    GENERAIS.
    Não estou entendendo NADA!
    Filhinha do papai, parabéns pela sua coragem, profissionalismo e isenção.

    Ênio Silva.

    ResponderExcluir
  38. Grande matéria ! Parabéns !
    Pequena observação: ditadura de esquerda mata muito mais que ditadura de direita !
    Outra pequena observação:
    Os CINCO GENERAIS-PRESIDENTES que tivemos até podem ter cometido erros, mas não se meteram em negócios, não enriqueceram nem receberam benesses de empreiteiras beneficiadas durante seus governos.
    Communism = Shit

    Carlos Eduardo V. Ferreira

    ResponderExcluir
  39. O Senhor Que Foi Cuspido Tevê Sorte Por Não Ter Sido Mordido Porque Os Cães dos Comunas Estão Infequitados com o Ódio de Seus Donos

    Parabéns Pela Coragem de Falar A Verdade

    ResponderExcluir