Pesquisar este blog

Follow by Email

quinta-feira, 1 de dezembro de 2011

A verdade é essa, infelizmente!

Não atacarás teu companheiro de partido.

Mas o partido inteiro eu posso?

Pré-candidata à disputa por um cargo na vereança da cidade do Rio de Janeiro, hoje, posso dizer que desde que entrei na política, este é o pior momento que passamos. De longe!
Meu blog tem poucos acessos. A maioria dos seguidores é apartidária. Devo dar Graças! Porque hoje, eu estou sinceramente cansada!

O brasileiro fica se perguntando todos os dias: “Por que tanta corrupção? Por que tanta canalhice? Por que tanta gente do mal e os bandidos no poder?”

Explico, como que num desenho:

Militando politicamente desde....muito, aprendi a duras penas que amor é o último sentimento que move os que ganham um “mínimo” de poder ou visibilidade.

Aprendi que a política brasileira padece, porque desde MUITO CEDO, já na juventude partidária, o jovem troca a ideologia pela ganância.
Aprendi que não se deve confiar em ABSOLUTAMENTE NINGUÉM, pois você SERÁ (tenha certeza, será, sim!) traído! Em quase tudo o que colocar com amor. Se você é por amor, sinto muito! Você está na política pelos motivos “errados”.
Aprendi que o que prego todos os dias em todas as Redes Sociais que frequento, coisas como “não brigue com seus partidários na frente de todos”, é válido para muito pouca gente! Muito pouca MESMO! Eu fico carregando a bandeira da paz, enquanto os que têm um pouquinho ou muito mais visibilidade do que eu, ficam se engalfinhando em público e jogando de tudo bem no meio do ventilador.
Aprendi que com o meu comportamento “branquinho”, não vou muito longe e posso, inclusive, irritar pessoas que me amam e zelam por mim.
Aprendi que preciso gostar muito mais de dinheiro do que gosto de pessoas.

Siglas partidárias não têm significado. Programas políticos só tem UM significado: o de mais valia para quem está em cima. 99,9% das pessoas estão compradas por alguém com más intenções ou têm, elas mesmas, más intenções para quando chegarem ao poder.
E eu, cheia de boa intenção, vou passar o resto da vida dando cabeçadas pela vida e pelas Redes, tentando salvar o que não tem salvação?

Infelizmente, meu pensamento que antes era de salvação “macro”, hoje foi para o campo do “micro”.  No “macro”, nem sei a quem defender!

Jovem, troque sua ambição por poder pela ambição por um Brasil melhor! Se os já não tão jovens não conseguem fazê-lo porque já se corromperam ou decepcionaram há muito, cabe aos que ainda não apanharam tanto da vida, levarem aos demais os planos e a esperança para um mundo melhor para todos.

Oposição, dispa-se das “plumas e rendas” que todos dizem que te cobrem, para fazer uma faxina no País e retomar o que há de importante no mundo. Mas vocês não farão isso! Vossos egos estão inflados demais, para pensarem na inflação dos problemas para a população!

Hoje, bastava UM político com verdadeiro amor à nação, para levar as questões obscuras para investigação e derrubar a banda podre.  Mas quem terá energia, vontade, amor e coragem para fazer alguma coisa?

Só eu? Não mais! Nem eu!

Com fé em achar alguém que tenha o coração tão puro a ponto de entrega-lo ao povo,

Filhinha de Papai.

2 comentários:

  1. Gostei da parte em que a autora diz: " NÃO SE DEVE CONFIAR EM ABSOLUTAMENTE NINGUÉM".

    Os discursos pré-candidatura são radicalmente idênticos, dentro do sistema muitos mudam de idéia, idealismos caem e por ai afora...

    apacont.org.br

    ResponderExcluir
  2. A pré candidata aqui, ainda opta por ajudar quem precisa. E a cada dia que passa, fica mais e mais difícil! Peço desculpas pela melancolia!

    ResponderExcluir